RETROSPECTIVA 2012 – TOP 10 TRIBO CORAL

Confira a retrospectiva dos 10 momentos mais marcantes para o Tribo Coral neste ano de 2012.

10º lugar - Férias 2012 (Fevereiro) 

Depois de um intenso trabalho em 2011, nada como recobrar as forças, tirando férias em equipe para celebrar a alegria de fazer parte do corpo de Cristo.
 

9º lugar - Encontro Black Gospel em Cachoeiras de Macacú (abril)

http://1.bp.blogspot.com/-GQ2WzdeGPnA/T7EwT3Hh1EI/AAAAAAAABLY/JHOI4Bg_-kw/s400/Untitled+4.jpg
Juntos com o prefeito Rafael Miranda de Cachoeiras de Macacú - RJ, autoridades civis e eclesiásticas pararam para ouvir as big bands, orquestras e grupos locais, e convidaram o Ministério Tribo Coral para encerrar essa tão linda festa, e profetizar Cristo como o dono da cidade.

8º lugar - Belford Roxo (Maio) 

A primeira Igreja Batista em Santa Amélia fez seu 30º aniversário, e o Tribo Coral é que ganhou o presente de ser recepcionado pelo simpático Pr. Jonas Mendonça Sales, e de poder ministrar pela primeira vez na cidade de Belford Roxo. 



7º lugar - Aniversário da Cidade de Magé (Junho)

Um evento de 5 dias em comemoração pelo  447° aniversário da cidade de Magé,que contou com a presença de Jota Quest, Rosa de Saron, Buchecha, Alexandre Pires e Gustavo Lins, não poderia ter começado de forma melhor:  com uma  grande celebração realizada pela igreja de Cristo, representada por seus grupos locais e pelos ministérios: "Tribo Coral", "Apascentar de Nova Iguaçu" e pela cantora "Bruna Karla", que juntos com as mais de 20 mil vozes presentes no local, conduziram a ministração do louvor e da adoração ao Rei do Universo. 

6º lugar - Marcha Para Jesus em Magé  (Julho) 

Realizada pelos pastores da cidade, com o apoio do governo municipal, a quinta edição da Marcha para Jesus em Magé reuniu num culto de adoração a Deus, uma multidão marchando pelo primeiro distrito e shows com o Ministério Tribo Coral e as cantoras Aliny Lany e Gabriela Rocha, na Praça Dr. Nilo Peçanha.

5º lugar - Festa das Nações (agosto) 

Com muito louvor, oração e atos proféticos de celebração da unidade, pastores do 6º distrito de Magé - RJ, lotaram a quadra do CIEP 227 para decretar a falência das divisões do corpo de Cristo na localidade. E o ministério Tribo Coral marcou presença...


4º lugar - Festa do Milho (agosto)

Realizada pela Igreja Metodista Wesleyana de Parada Modelo de Guapimirim - RJ, Tribo Coral ficou marcado como a atração principal de encerramento dessa festa, que já entrou pro calendário oficial da cidade como uma das principais festas regionais do município.


3º lugar - Final do Concurso (setembro) 

Depois de quatro esgotantes e polêmicas fases disputadas entre 30 de abril de 2011 a 29 de setembro de 2012, a final do concurso terminou com o juri (liderado pela cantora Karina Carfi) dando a vitória ao Tribo Coral, que , por determinação da organização do evento, foi penalizado por ter que substituir integrantes entre as fases e acabou terminando em segundo lugar na classificação geral.

2º lugar - Louvorzão 2012 (novembro) 

Com muita confiança e determinação, os irmãos da Assembléia de Deus Renovada de São João de Meriti desafiaram as previsões meteorológicas, e venceram para a glória de Deus. A chuva durou até às 16:40h, mas às 17h o sol apareceu junto com a multidão de adoradores, que celebrou a Cristo junto com Leandro Pinheiro, Tamiris Batista, Tempero da Terra, Perlla, Duzão e a família Tribo Coral.


1º lugar - Produção do CD com Sergio Cavalieri (dezembro) 


E para fechar o ano de 2012 com a melhor das expectativas, em dezembro recebemos a incrível notícia de que Sergio Cavalieri (que atualmente tem se destacado na produção e direção musical de ministros como Ton Carfi, Arianne Bertho, Marcos Salles, Chris Duran, Davi Fernandes...) agora estará no comando da produção do primeiro CD do Ministério Tribo Coral. Com genialidade e unção, o ex-guitarrista do ministério Casa de Davi arregaçou as mangas e fechou a parceria que pretende ser um "Vinho Novo" pra alegrar o coração do Pai, edificar a tua vida e expandir o Reino de Deus sobre a Terra.


Bem, chegamos ao final da nossa retrospectiva, com o coração cheio de fé de que este novo ano que se inicia será surpreendente!!

A vocês que oraram, contribuíram e participaram do Tribo Coral, nossa imensa gratidão (vocês ficarão para sempre em nossa história).

Um 2013 bem pertinho do Pai!! 

Shalon!
Glauber Morada
_____________________________________________________________ 

CURIOSIDADES | APOCALIPSES FRACASSADOS

Embora outras fontes também colaborem, grande parte das previsões do fim do mundo são de cunho religioso, e todas têm uma coisa muito importante em comum: não se concretizam. A razão disso é bem simples, visto que o próprio Cristo disse: "Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai".(Mt.24:36).  

Confira um "top 10" de previsões fracassadas para o fim do mundo, e fique experto para jamais cair nessas profetadas escabrosas que caem como "bomba" na mente dos desatentos, e logo viram piada na boca dos profissionais da ironia.
 
  "Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei".(Ap.3:3)

10º lugar - A galinha profeta (1806) 

Existem inúmeros exemplos de pessoas que proclamam o retorno de Jesus Cristo, mas provavelmente nunca existiu um mensageiro mais estranho do que a galinha da cidade inglesa de Leeds, em 1806. As pessoas da cidade contavam que uma galinha começou a botar seus ovos no formato da frase “Christ is coming” (“Cristo está chegando”). Notícias do incrível “milagre” se espalharam rapidamente, e muitas pessoas se convenceram que o dia do juízo final estava próximo. A história começou a tomar proporções enormes, até que um curioso cidadão da cidade observou a galinha botando os ovos – e descobriu que a cidade inteira tinha caído em uma brincadeira de mau gosto.

9º lugar - O retorno de Jesus (1843 e 1991)

O fazendeiro estadunidense William Miller, depois de estudar a Bíblia durante vários anos, concluiu que a data escolhida por Deus para acabar com o mundo poderia ser encontrada em uma interpretação literal dos escritos. Ele explicava para seus seguidores (chamados de Milleristas) que o mundo acabaria entre 21 de março de 1843 e 21 de março de 1844. Ele pregava e publicava o bastante para conseguiu milhares de seguidores, que chegaram à conclusão que a data definitiva seria 23 de abril de 1834. Muitos seguidores de Miller venderam ou doaram todas suas posses. Quando a data do fim do mundo chegou e Jesus não retornou o grupo se desintegrou. 

Outro que tentou prever a volta de Cristo, foi Joseph Smith, fundador da religião mórmon, nos Estados Unidos; que afirmou aos líderes da igreja em 1835 que Deus havia dito a ele que Jesus retornaria em 56 anos, o que não ocorreu, e o mundo continua em seu curso natural. 

8º lugar - O cometa Halley (1910)

Em 1881, um astrônomo descobriu que a cauda de cometas tem um gás mortal, chamado de cianogênio, tão tóxico quanto o cianeto, que é semelhante a ele. A descoberta não recebeu muita atenção, até que alguém notou que a Terra passaria próxima à cauda do cometa Halley em 1910. O respeitado jornal estadunidense “The New York Times” e vários outros questionavam se todas as pessoas do planeta morreriam envenenadas pelo gás tóxico, o que levou a uma onda de pânico nos Estados Unidos. Finalmente, cientistas com a cabeça no lugar explicaram que não havia motivos para temer a passagem do cometa, que ocorreu sem maiores problemas. 


7º lugar - O fim do mundo alienígena (1997)

Quando o cometa Hale-Bopp apareceu em 1997, surgiram também rumores que uma nave alienígena estaria seguindo o cometa. Além disso, as pessoas afirmavam que a nave estava sendo escondida pela Nasa e pela comunidade de astrônomos, o que podia ser facilmente refutado por qualquer pessoa com um telescópio. Apesar da negação da existência de tal nave, os rumores foram divulgados amplamente, e inspiraram a criação de uma seita chamada “Heaven’s Gate” (“Portais do Céu”, em tradução livre), que acreditava que o mundo acabaria logo. Infelizmente, no dia 26 de março de 1997, o mundo acabou para 39 membros do culto, que foram levados a um rancho no meio do deserto e cometeram suicídio por acreditar que suas almas seriam levadas pelos alienígenas. 

6º lugar - As previsões de Nostradamus (1999)

A escrita metafórica e obscura de Michel Nostredame, conhecido como Nostradamus, intrigou estudiosos por mais de 400 anos. Seus escritos, que dependem muito da interpretação, foram traduzidos e reescritos em inúmeras versões. Uma das suas frases mais famosas afirma “No ano 1999, sétimo mês / Do céu virá o grande rei do terror”. Muitos devotos das previsões de Nostradamus ficaram preocupados, já que ele tinha grande fama, e acreditavam que esta era a sua previsão do fim do mundo. 

5º lugar - Bug do milênio (1999/2000)

A virada do milênio deu origem a mais uma previsão para o fim do mundo: o problema, notado na década de 70, seria que muitos computadores não conseguiriam ver a diferença entre o ano 2000 e o ano de 1900. Ninguém tinha certeza do que isso significaria, mas muitos sugeriam que problemas catastróficos poderiam ocorrer, desde blecautes enormes a um holocausto nuclear. A venda de armas cresceu muito e várias pessoas prepararam bunkers para viver após a catástrofe. Mesmo com todos os problemas previstos, o ano novo começou normalmente, com alguns pequenos problemas em computadores isolados. 

4º lugar - Congelamento universal (2000)

Uma outra catástrofe global foi prevista em 2000 por Richard Noone, autor do livro “5/5/2000 Ice: The Ultimate Disaster” (“Gelo: o desastre final”, em tradução livre, sem edição brasileira). Segundo o autor. O gelo da Antártica teria quase 5 quilômetros de espessura no dia 5 de maio de 2000, quando os planetas se alinhariam no céu, resultando em uma morte gelada para toda a humanidade. O final dessa história foram milhares de exemplares do livro vendidos, mas sem mortes em massa devido ao gelo derretido, quem sabe o aquecimento global impediu o desastre! 

3º lugar - O fim do mundo (2008)

De acordo com o pastor da Igreja de Deus Ronald Weinland, autor do livro “2008: God’s Final Witness” (“2008: a última testemunha de Deus”, em tradução livre), centenas de milhares de pessoas morreriam a partir de 2006, quando o livro foi lançado. Ao fim daquele ano, o pastor afirmava que haveria no máximo dois anos antes do momento em que o mundo entrasse no pior período de toda a existência humana. Até o segundo semestre daquele ano, os Estados Unidos teriam sofrido um colapso, e não existiriam mais como um país independente. De acordo com o que está escrito no livro, Weinland “coloca a sua reputação em jogo no sue papel de profeta de Deus”. Adeus, reputação.

2º lugar - Previsão matemática (2011)


O religioso Harold Camping, de 80 anos, dono e fundador da rede cristã de rádio Family Radio, se baseou em trechos da Bíblia e na numerologia para 'remarcar' o apocalipse para uma sexta-feira, dia 21 de maio de 2011. De acordo com ele, o mundo acabaria com um grande terremoto e apenas 3% da população seria levada ao Paraíso.Seu argumento começa pelo número de dias que se passaram desde que Jesus foi crucificado. Apesar de ser uma data controversa, Camping assume que teria sido no dia 1º de abril do ano 33. O dia 21 de maio de 2011 marca 722.500 dias desde a crucificação, segundo o pastor, o que também pode ser escrito na forma (5 x 10 x 17) x (5 x 10 x 17). Esses números são importantes, de acordo com Camping, porque 5 simboliza reparação, 10 representa completude, e 17, o Paraíso. Ou seja, Camping retira passagens arbitrárias da Bíblia para dar significados igualmente arbitrários aos números. Camping e catastrofistas do gênero foram 'homenageados' este ano pelo bem-humorado prêmio Ig Nobel. O troféu de matemática foi dedicado às pessoas que anunciam o fim do mundo sem sucesso porque "ensinaram ao mundo que devemos ter cuidado ao fazer previsões matemáticas".

1º lugar - A profecia Maia (2012)

Segundo interpretações da 'profecia maia', o fim do mundo está previsto para a próxima sexta-feira, dia 21 de dezembro. A idéia de que uma hecatombe mundial de grandes proporções se abateria sobre a raça humana, vem sendo alimentada pela mídia, através de noticiários, documentários, livros e filmes, e por causa dissouma paranóia da catástrofe que prega o fim do mundo para essa data se propagou por todo o planeta. Na província argentina de Córdoba, as autoridades fecharam na terça-feira os acessos à montanha Uritorco, tradicional sítio de meditação, assim que surgiu no Facebook uma convocação para um "suicídio espiritual em massa" para sexta-feira. Na China, centenas de membros da seita cristã "Deus Todo Poderoso" foram detidos por fazer propaganda ilegal sobre cataclismos relacionados à mudança da era maia. Nos Estados Unidos, algumas empresas dedicadas à venda de bunkers e materiais de sobrevivência para casos de catástrofe registraram um aumento de seus negócios nos últimos dias.

Debaixo de toda essa polêmica, a igreja segue aguardando a real volta do Messias para uma data que ninguém saberá. Segundo a parábola das dez virgens (Mt.25), somente os portadores da "chama acesa" poderão sobreviver à escuridão das dúvidas e incertezas, para então se encontrar com Cristo em triunfo e em glória. 

"Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne".(Gl.5:16)

Reportagem: Glauber Morada
Adaptado de Pátio Gospel Noticias
___________________________________________________________ 


REFLEXÃO | PROFECIA É OUTRA COISA

Por: Ed René Kivitz
Pastor na Igreja Batista de Água Branca – SP

A política é o terreno onde se manifestam a ingenuidade mais infantil, a maldade mais cruel, o pragmatismo mais oportunista e as passionalidades mais extremadas. Toda abordagem política nas categorias do maniqueísmo (esse é do bem e aquele é do mal) é uma expressão de fanatismo.

A neutralidade política não existe. Decidir não decidir é decidir deixar como está para ver como é que fica. Os profetas existem para demonstrar que a omissão e a neutralidade sustentam o poder inclusive e principalmente dos que não deveriam ocupá-lo ou nele se perpetuar. Num contexto ideológico, nenhuma profecia é neutra.

Sempre que um profeta adere a um movimento institucional político, perde sua autonomia, quer na capacidade de leitura e interpretação dos fatos, quer na isenção necessária para proferir sua profecia. As paixões políticas, notadamente as que se atrelam aos processos institucionais e partidários, facilmente  comprometem a lucidez do profeta.

Ainda que seja ingenuidade acreditar que ideologias promovam mudanças sem a mediação concreta do acesso ao poder, profetas devem estar acima dos comprometimentos do palácio. Profetas não servem ao rei. Servem a Deus. E porque servem a Deus, sentam-se ao lado da justiça, que quase nunca é convidada para o banquete do rei.



Profetizar é diferente de tomar partido.


Ed René Kivitz



_____________________________________________________________ 

PARA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES

"Não se preocupem com o que comer, beber ou vestir, mas busquem em  primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas".

Esta recomendação de Jesus aos discípulos é geralmente interpretada como uma promessa de Deus de que os cristãos fiéis jamais passarão fome, sede ou frio, isto é, terão suas necessidades físicas e materiais totalmente supridas. 


Mas parece que não é só isso...

Não foram poucos os cristãos que ao longo da história sofreram privações extremas, alguns deles justamente porque buscaram o reino de Deus e sua justiça em primeiro lugar. Ainda hoje, temos à nossa volta centenas de milhares de cristãos vivendo na pobreza, em condições desumanas. Muitos são perseguidos e mortos por sua fidelidade a Jesus e ao reino de Deus. Será que todos são infiéis? Será que Deus se esqueceu ou desistiu de cuidar deles? Há algo errado com Deus, com os nossos irmãos, ou com a maneira como interpretamos a promessa de Jesus? Prefiro a terceira hipótese.

Jesus quis dizer pelo menos três coisas com sua palavra a respeito da primazia do reino de Deus:

Primeiro, deixou claro que, caso viéssemos a passar por privações, não faria sentido imaginarmos que Deus se esqueceu de nós, pois se Ele cuida das flores e dos passarinhos, como deixaria de cuidar dos seus filhos? A privação se explica por outro motivo que não o abandono ou descuido de Deus. 

Em segundo lugar, Jesus quis deixar claro que os cristãos não mais se preocupam com comida, bebida e roupas, mas com o reino de Deus. Jesus disse que deveríamos escolher viver para o nosso reino ou o reino de Deus.

Finalmente, Jesus quis dizer que Deus jamais sonegaria todas as coisas necessárias para a sobrevivência dos seus filhos. Acontece que a promessa não é para cada cristão individualmente, mas para os cristãos como corpo, como família, como unidade espiritual, de modo que o não passar privações depende da capacidade da comunidade dos discípulos, repartir tudo quanto já recebeu de Deus. O fato de um cristão passar por privação não diz nada a respeito de Deus, mas tudo a respeito da comunidade cristã. Entre os discípulos de Jesus “ninguém considera seu o que possui”, de modo que “quem colhe demais não tem sobrando e quem colhe de menos não tem faltando”, e nesse caso, quando um cristão passa fome, a comunidade está em débito.

A questão é a seguinte: quanto mais vivemos determinados pelo conforto material, mais indiferentes seremos às necessidades dos outros. Quanto mais vivemos para o reino de Deus e sua justiça, menos privações haverá ao nosso redor. 

Resta saber como queremos viver: preocupados com comer, beber e vestir, ou dedicados a promover a justiça do reino de Deus.

Ed René Kivitz
Pastor na Igreja Batista de Água Branca – SP

_____________________________________________________________

REFLEXÃO | CLUBE SOCIAL CRISTÃO


“Queremos ir a um lugar com estacionamento amplo, que nos dê um café de graça assim que entremos. Queremos sentar em uma cadeira confortável que vibra. Queremos uma banda bombante. Queremos ver fumaça. E um laser que desenhe uma cruz na fumaça. Queremos um bom cantor para cantar coisas confortadoras enquanto ouvimos admirados. Queremos um palestrante enérgico para aliviar nosso medo da economia e que nos inspire em não mais que 20 a 22 minutos. Então queremos ir embora sem ser incomodados, ter nossas retinas scanneadas para pegar nossos filhos, e vê-los descer do parquinho, depois de terem ouvido uma lição de ninguém menos que o próprio Bob Esponja Calças Quadradas, sobre obedecer aos pais e não mentir. E, se nos sentimos assim, queremos tudo isso novamente na próxima semana. Isso é o evangelicalismo.”

Essa é minha paráfrase de um sermão recente de Matt Chandler na Village Church, enfatizando aquilo que já  temos visto em larga escala aqui no Brasil. Ou seja: muito do que se passa por “igreja”, na verdade é mais um "Clube Social Cristão", feito para promover conforto e entretenimento para seus membros.

Você gostaria de saber se o local que você frequenta é ou não um Clube Social Cristão? Então, confira as...


CARACTERÍSTICAS DE UM CLUBE SOCIAL CRISTÃO:



- Os líderes raramente falam sobre o Senhorio de Cristo, e quando falam sobre Jesus, é como se estivessem falando apenas de um homem bom a ser imitado, e não de um Senhor a ser obedecido;  (leia Fp.2:8-11)

-Temas como: reino de Deus, arrependimento, santificação, humildade e missões são muito raros, mais mensagens sobre "bênçãos" e "vitórias" são constantes e repetitivas;(Lc.4:43)

- As canções são mais sobre como você se sente e o que você pode fazer, do que sobre quem Deus é e o que Ele fez através de Cristo; (Ed.3:11; At. 4:24-31)

- Jargões como "o melhor de Deus ainda está por vir" são amplamente utilizados pelos líderes, que não se dão conta de que estão cometendo um terrível erro de desconsiderar que o melhor de Deus já foi feito quando Ele enviou Jesus; (Hb.1:3)

 - Boa parte das orações feitas parecem sempre tentar "jogar
Deus contra a parede", como se Ele fosse obrigado a fazer tudo o que pedimos; ( Tg.4:3)

- A extensão do envolvimento de quase todos na igreja está limitada aos cultos semanais, pois as pessoas não são convidadas a participar de uma comunidade e interagir socialmente umas com as outras para serviço e comunhão, mas são convidadas a participar de campanhas para a obtenção de vantagens na terra; (At.2:42-47)

- A igreja é induzida a crer na solução dos homens ungidos como se elas fossem resolver os problemas mais do que a total fidelidade e obediência aos princípios bíblicos; (Sl:1)

- Os membros não são levados a pensar biblicamente, mas são ensinados a depender das orações dos líderes pra tudo; (leia 2Tm.2:15)

- Seu pastor mais parece um administrador de empresas (que gerencia "sistemas de crescimento" em seu escritório 40 horas por semana), do que com alguém disposto a estimular e acompanhar seu desenvolvimento espiritual; (Jr.23:1)

- A grande preocupação é com o crescimento numérico e quase não se há preocupação com o crescimento espiritual;  (Jr.23:2)

- Seu pastor quase não interage pessoalmente com os membros "comuns", apenas com os "líderes", pois tem agenda cheia e muita dificuldade para conhecer e conviver com suas ovelhas; (Ez.34:2)

- Não há ceia do Senhor, ou, se há, ela se tornou algo mecânico, sem relacionamento entre irmãos, como um ritual com pouca ou nenhuma reflexão séria sobre de Cristo e Seu sacrifício (perdão) e ressurreição (salvação); (1Co.11:26-27)

- Não há espontaneidade durante um culto de adoração, a grande maioria prefere assistir e ser comandada; também não há espontaneidade para serviço, pois as tarefas rotineiras são responsabilidade dos funcionários contratados; (2Co.8:1-3)

- Não há visão de unidade entre igrejas; os membros não são estimulados a participar de reuniões com outras igrejas para "não ficarem confusos", a menos que eles é quem estejam na direção; (Jo.17:21)

- Ser membro da igreja parece apenas um sistema de recrutamento de voluntários, pois as pessoas não são discipuladas em Cristo para servirem com inteireza de coração, antes seus talentos e "mão de obra" são "aproveitados" como acontece em uma empresa; (Mt.28:19)

- Não se prega sobre o pecado, como algo que precisa ser abandonado através de confissão e arrependimento, antes se faz reflexões sobre as “faquezas humanas" ou coloca-se a culpa dos erros no diabo; (Is.59:2)


- O evangelismo é só um convite para se frequentar a igreja, e não um convite ao arrependimento e novo nascimento em Cristo; (Mc.16:15-16)


- Não há compromisso sério com o ensino e a aplicação prática do caráter de Cristo na vida cristã diária (perdoar, amar, ser paciente, humilde...), há sim uma busca por experiências sobrenaturais e momentâneas (curas, dons, manifestações...) durante as reuniões; (1Pe.2:2)

- sentimento faccioso; os membros sentem profundo orgulho de pertencer àquele segmento, e não são abertos a ouvir novas opiniões sobre aquilo que eles pensam estar correto; (Tg.3:16)


- A igreja é dividida entre "base" (membros) e "cúpula" (líderes), e há política para a obtenção de novos cargos e postos, como se eles fossem uma maneira de "subir de posição" e não como uma forma mais organizada de se servir aos necessitados; (1Pe.2:9)

- Você sabe de cor os versículos sobre dízimos e ofertas, mas ainda não entendeu claramente porque que Deus teve que esmagar seu filho na cruz pra trazer o perdão a todos; (Gl.3:1-3)

- Os temas satisfazem os interesses humanos, e  normalmente ignoram a nossa responsabilidade de restituir e pedir perdão a todos que foram prejudicados pela nossa velha vida; (Rm.13:8)

- planejamento para realizar cultos "sensacionais", como se fossem uma apresentação pros expectadores saírem satisfeitos e não pra que Deus saia satisfeito; (Is.1:11-12)

- Há muitos membros na congregação sem ter direito o que comer, enquanto líderes vivem com mais do que o necessário; (At.2:44-46)

- As responsabilidades principais do pastor são coisas estranhas à Escritura;  (Ez.34:1-5)

- O investimento em conforto é incrivelmente superior ao investimento em missões; (1Tm.6:6-9)

- A maioria dos pequenos grupos gira em torno de esportes ou lazer, e não estudo ou serviço; (Gl.5:13)

- Grande parte das "profecias" liberadas não se cumpre, antes, são palavras desnecessárias, fora de contexto ou desprovidas de consistência bíblica e até de lógica, que servem apenas para massagear o ego do ouvinte; (Jr.23:31-32)

- Não há visitação do Espírito Santo, e para esconder isso, as pessoas buscam "criar ambientes espirituais" com auxílio de "técnicas" ou recursos emotivos para levar você a chorar, gritar, cair...porém a farsa fica evidente, pela falta de arrependimento e transformação de caráter (que é a marca legítima de um encontro com Deus); (Gn.32:30/Lc.15:7)

- Tudo é feito pra você sempre se sentir confortável e nunca sair de lá. (Lc.14:25-32)


Se a congregação que você frequenta possui várias das características acima , talvez seja uma torcida espiritual, um teatro religioso, um clube social cristão, ou alguma coisa parecida, mas, biblicamente falando, não é uma  igreja de Cristo.

Inspirado na matéria de Jared C. Wilson
Pastor of Middletown Springs Community Church
 
Adaptações e referências bíblicas:

Glauber Morada
Líder do Ministério Tribo Coral

_____________________________________________________________

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Dcreators